terça-feira, 31 de março de 2015

Mensagens originais para o Dia do Pai

As Bibliotecas Escolares, para celebrar o Dia do Pai, promoveram um concurso de mensagens para os pais.
Os alunos receberam o molde de uma gravata, em cartolina, onde deveriam escrever uma mensagem original para o Dia do Pai.
No final do concurso foram selecionadas, por ciclos, as melhores gravatas e entregues os prémios e diplomas de menção honrosa.
Parabéns a todos os participantes!

Primeiros Prémios

Diogo Rafael Silva Santos - 3º B, nº 9
Rita maria Guimarães Sá - 5º E, nº 16
Constança Filipa Torres Miranda - 7º F, nº 5

Menções Honrosas

Clara Raquel Soares Lemos - 7º D, nº 5
Maria Miguel de Oliveira Naia - 5º E, nº 12







sexta-feira, 27 de março de 2015

Maria José Venâncio - Voluntária de Leitura

Ao longo do segundo período, com os alunos do 4º ano  da professora Emília/Silvina, nos momentos quinzenais em que As Palavras foram Bichinhos de Estimação, aconteceu escrita prazeirosa.

Depois das rimas e lengalengas com os nomes próprios, foi o momento da escrita do Poema da primeira letra do meu nome e do Poema dos gostos.
Do registo simples de palavras orientadas numa tabela, onde cada um saiu de si para se aprender e se revelar, saltou para o papel um corpo de poema. Se bem que muitos defendem que a escrita não deve obedecer a "chavões" eu gosto de provocar e orientar a escrita usando "esqueletos." Com eles pretendo, sem condicionar, fazer escrever. O certo é que essa escrita acontece...


 " O meu nome é Diana,
em Junho nascida
e o azul é a minha cor preferida.
Gosto do cheiro do champô
a frutos e ervas frescas,
e do sabor da serradura,
o doce que faz a mãe.

O som dos trovões

dá-me prazer

e a paisagem das serras

com cascatas a correr,

gostam meus olhos de ver! " 


                                                        Diana, 9 anos


só mais um, agora de um menino que não gosta muito de escrever...


 
O meu nome é Gabriel
em Setembro nascido
e o preto é a minha cor preferida.
Gosto do cheiro das rosas
e dos sabores ácidos.
O som dos carros dá-me prazer
e, na praia, as ondas do mar
gostam meus olhos de ver!"  

                                                                     Gabriel, 10 anos


Hei-de falar do que fizemos a partir da descoberta do conto de Óscar Wilde, O Gigante Egoísta...

Definir, poeticamente, o egoísmo, foi uma aventura fantástica:

                                                              Maria José Venâncio (voluntária de Leitura)

 

Declamação de poesia com música ao vivo

Para comemorar o Dia Mundial da Poesia os alunos das turmas do 5ºE e 6ºE elaboraram, com empenho, poemas que declamaram no evento “Declamação de poesia com música ao vivo” que decorreu a 19 de março no Auditório do Edifício Aires Barbosa.
A título de exemplo salientam-se alguns poemas.

                                                                                              Professora Celeste Cruz


 Inverno

Passávamos dias de Inverno
À frente de uma lareira
Mas com a evolução
Agora temos a caldeira.

Lá fora brincava-se ao pião
E as meninas ao elástico
Gorros, cachecóis e luvas
Olha que dia fantástico!

Com tanto frio lá fora
A neve começa a cair
O Pai Natal a chegar
E toda a gente a pedir.

E para acabar a explicação
Falta apenas dizer
Oh Inverno não tens que fazer?
E venha a próxima estação!


                                                                 Maria Miguel, nº 12, 5ºE

A minha cidade

Na minha cidade há um barco chamado Moliceiro
Com belas pinturas na proa
Adivinhem lá: sou de Aveiro!

Na minha cidade, os ovos-moles são famosos
Têm forma de barrica, conchas e peixinhos
Sabem mesmo bem, são tão docinhos!

Na minha cidade há salinas
Com pirâmides de sal ao sol.
E com riscas vermelhas e brancas: o seu conhecido Farol!

A minha cidade é abraçada
Pela bela Ria de Aveiro
É uma cidade apaixonada,
Um lugar hospitaleiro!

                                                  
                                                      Francisca Lamarão, nº 6, 6º E    

  A Minha Melhor Amiga              

 A minha melhor amiga           
 É diferente,                
 É diferente
 De toda a gente.

 Tem cabelos negros
 Madeixas também,
 Sempre a pintar o cabelo
 Já parece a minha mãe.

 Olhos verdes e castanhos:
 Verdes como a relva da manhã
 E castanhos como a cor
 De uma fruta chamada avelã.

 O nome dela começa
 Com um “N”
 Acaba com um “A”
 O que é que dá?


                  Natacha Sousa Albuquerque, nº 19, 6ºE


Amor

O amor é um sentimento
Que une pessoas
Num só fio une os amores.

Cada pessoa
Tem um amor
Que por vezes causa dor.

O amor acontece do nada
Principalmente quando
A luz está apagada.

O amor não escolhe idades
Não escolhe valores
Apenas escolhe os nossos amores.

O amor quando é verdadeiro
Ama-se, respeita-se
De qualquer maneira.

                                                             
                                                                  Filipe Miranda, nº6, 5ºE


Uma folha de papel

Uma folha de papel
É onde faço os meus testes
É onde está escrito histórias
É onde pinto muito com o meu pincel.

Uma folha de papel
É onde escrevo no meu diário
É onde escrevo a carta ao pai natal
É onde estão escritas palavras no dicionário.

Uma folha de papel
É onde faço a lista para o supermercado
É onde escrevo poemas
É onde vejo a fatura dos rebuçados.

Uma folha de papel
Já me deu um diploma
É mais fina que uma ponta do meu cabelo
É onde aprendo um novo idioma.

                                                              
                                                               Rita Sá, nº 16, 5ºE


A água

Bendita seja a água
Foi Deus que a criou
Dela depende toda a vida
Que Deus imaginou.

A água vem da nascente
A quem pode chamar mãe
E corre do monte para o vale
Formando rios e lagos também.

A água é um tesouro
Sem o qual não podemos viver
Só que não damos o valor
Nem quando a estamos a beber.

Só quero dar um conselho
Para que a água saibam poupar
Não gastem em excesso
Para que nunca possa faltar.

                                                                                                                                                                                                                               Gabriel Maia, nº7, 6ºE





terça-feira, 24 de março de 2015

Projeto "aLer+ - Laços de Leitura"

No dia 16 de março, a turma do 10º I da professora Betina Martins deslocou-se ao Centro Social Santa Joana Princesa, para promover mais um encontro intergeracional, no âmbito do projeto "aLer+ - Laços de Leitura".
Alguns alunos fizeram apresentações orais de livros do Contrato de Leitura, o que levou a que os idosos pudessem partilhar as suas experiências e histórias de vida.


segunda-feira, 16 de março de 2015

Semana da Leitura

De 16 a 20 de março decorre a 9ª edição da Semana da Leitura, este ano subordinada ao tema "Palavras do mundo", de acordo com a proposta do Plano Nacional de Leitura.
Ao longo da semana, no nosso Agrupamento, serão promovidas várias atividades. 
Convidamos a comunidade escolar a celebrar connosco a leitura e os livros.
 
 

quarta-feira, 11 de março de 2015

Concurso "Quadras de Amor"

Para comemorar o Dia dos Namorados, as Bibliotecas Escolares lançaram mais um desafio romântico: o concurso "Quadras de Amor".
Os alunos que participaram deram asas à sua imaginação e deixaram o seu coração falar.
As quadras mais originais, selecionadas pela equipa das BEs, foram premiadas.
Parabéns a todos os participantes e, em particular, aos vencedores!

1º prémio
Letícia de Sousa Bastos, 2º E

2º prémio
Beatriz Silva Pereira, 3º E

3º prémio
Maria Costa Néri Correia, 3º E

Menções honrosas
Pré A - Jardim de Infância de Esgueira
Mariana Duarte Conde Costa Francisco, 2º C
Inês Gomes Alves, 3º E
Mariana Queirós Simões, 5º E, nº 13
Maria Francisca Almeida Martins, 6º E, nº 15
Natacha Sousa Albuquerque, 6º E, nº 19
Bruna Cristina Oliveira Santos, 7º D, nº 2