quarta-feira, 23 de abril de 2014

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

Texto do site da RBE

Assinala-se a 23 de abril o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.
Como diz na sua mensagem a Diretora Geral da UNESCO, este é o dia para celebrar os livros como a personificação da criatividade humana e do desejo de partilhar ideias e conhecimento, para inspirar a compreensão, a tolerância e a construção de um mundo melhor.
Para festejar a data e promover o prazer da leitura, a UNESCO irá reunir, num mapa interativo disponível no seu portal online, eventos que se irão realizar no mundo inteiro, relativos a esta efeméride. Assim, todas as entidades que celebram o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor são convidadas a participar, inserindo as suas atividades no mapa da UNESCO.
Em Portugal, bibliotecas públicas e escolares aliam-se a esta efeméride, festejando o livro e a leitura ao longo do mês de abril. No site Ler em Todo o Lado podem ser encontradas informações sobre as iniciativas que decorrem em todo o país. 


Cartaz português do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2014, da autoria de Danuta Wojciechowska e Joana Paz.

sábado, 5 de abril de 2014

Criação de Bandas Desenhadas

Na Semana da Leitura os alunos do 5º E, da professora Benilde Martins Coutinho, criaram bandas desenhadas sobre a obra analisada "A Vida Mágica da Sementinha" de Alves Redol.






sexta-feira, 4 de abril de 2014

Projetos individuais de leitura

No dia 26 de março, os alunos do 9.º A da professora Betina Martins deslocaram-se à Biblioteca Escolar Jaime Magalhães Lima para quatro deles fazerem uma apresentação oral dos projetos individuais de leitura.


Semana da Leitura na BE Jaime Magalhães Lima

A Professora Betina, no dia 19 de março, veio à Biblioteca Escolar Jaime Magalhães Lima dar a aula de português à turma do 7º F. Efetuou uma breve referência à poesia trovadoresca tendo a aluna Ana Carolina declamado a cantiga de escárnio " Ai, dona fea, foste-vos queixar" e o Tomás a cantiga de Amigo  “Ermida de São Simeão” (Mendinho).
Neste dia, os alunos do 7º F, realizaram também a dramatização e recriação do poema "Fala!" de A. O´Neill.
Os alunos foram bastante expressivos nestas atividades!


Semana da Leitura na Aires Barbosa

No âmbito da semana da leitura, 17 a 21 de março, alguns alunos do 6º A e 6º C, da professora Celeste Cruz  elaboraram poemas e apresentaram-nos no auditório da BE Aires Barbosa, no Dia Mundial da Poesia.
Parabéns aos jovens autores!
 
 

Semana da Leitura na Jaime Magalhães Lima

Na semana da leitura a professora Lúcia Azevedo, nas suas aulas de português às turmas do 9º C, 9º E, 8º C e 8º E, realizou uma breve divulgação da poesia trovadoresca. Nas turmas do 8º ano fez também a leitura e os alunos fizeram belíssimas ilustrações da poesia trovadoresca.
No âmbito do estudo da obra "Os Lusíadas" de Luís Vaz de Camões os alunos dos 9º C e 9º E acederam ao pedido de ilustração do "Adamastor" e fizeram-no muito bem.
Vamos ver?


quinta-feira, 3 de abril de 2014

Crítica Social

Dois alunos, do 9.º C, aceitaram o desafio proposto nas aulas de Oferta Complementar da Professora Valdemira e escreveram dois textos diferentes, bem concebidos e que abordam assuntos pertinentes. Vamos ler...

Corrupção, Individualismo e Ganância

A nossa sociedade teve e tem muitos males, mas para não desperdiçar uma vida a especular sobre este assunto, escolherei três dos que mais me chocam e que podem ser tema de escrita, embora muito cliché: corrupção, individualismo e ganância.
Estes três defeitos acabam por estar interligados. Diariamente, vemos pessoas, nomeadamente dirigentes políticos, a desviar fundos e dinheiro do seu "trilho correto" para os seus próprios "bolsos", a tal corrupção, numa francamente fútil tentativa de satisfazer a sua interminável ganância, não ponderando os problemas que isso trará a outros, o dito individualismo. Infelizmente, isto é algo que nos acompanha sempre, seja no governo, seja nas escolas, quer na sociedade em geral, onde roubos de valores ocorrem regularmente.
A nossa história está repleta de exemplos: espanhóis a roubar ouro azteca; escravos trabalhados até à morte na busca de resina no Congo... Muitos destes exemplos vieram a envolver grande sofrimento. A única solução é, a meu ver, apelar à consciência e convencer as pessoas a pensar nas repercussões dos seus atos.
Mas, será isto possível? Ou será que estes defeitos estão programados em nós, tornando esta ideia demasiado utópica? Será que deveríamos desistir da humanidade e destes ideais que, por muito nobres que sejam, nunca parecem ser adotados?

                                                         Trabalho realizado pelo aluno André Alves, 9.º C



Sociedade

A sociedade que enfrentamos, atualmente, é muito diferente da de há uns anos atrás. A sociedade mudou, as pessoas mudaram, nada ficou na mesma...
Neste momento, quem não "andar nas modas" é basicamente excluído da sociedade. As roupas, as lojas e as marcas têm cada vez mais uma importância máxima. E para quê? Afinal, não são elas que definem quem nós somos!
Outra coisa que também me choca é o facto de ninguém cumprimentar ninguém. Há uns tempos, sempre que se andava na rua, dizia-se "Bom dia!", "Boa tarde!", "Boa noite!" ou "Olá" a toda a gente, mas isso já não acontece! E porquê? Têm medo das pessoas que passam na rua? Ou será vergonha?
Depois ainda há um outro grande problema atual! Agora também já ninguém se encontra pessoalmente! É tudo "online", computadores, telemóveis e "tablets"... mais e mais tecnologia! Esquecem-se que conversar com pessoas pessoalmente é importante! O contacto físico, o próprio frente a frente é necessário para o equilíbrio emocional.
A sociedade mudou. Em alguns aspetos para melhor, em outros para pior... Mas tudo está interligado! Tudo gerado por tudo.
A sociedade vai mudando e as pessoas também. Nada é para sempre!...

                                                         Reflexão elaborada pela aluna Mafalda Sousa, nº 24, 9.º C


quarta-feira, 2 de abril de 2014

Dia Internacional do Livro Infantil 2014

Texto do site do DGLAB de 27 de março de 2014

O dia 2 de abril assinala-se em todo o mundo. Os livros para crianças são, nesta data, os grandes homenageados.
No dia 2 de abril comemora-se em todo o mundo o nascimento de Hans Christian Andersen. A partir de 1967, o dia 2 passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se a atenção para a importância da leitura e para o papel fundamental dos livros para a infância.
Para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil 2014, a DGLAB convidou a ilustradora Ana Biscaia, vencedora do Prémio Nacional de Ilustração do ano passado, para ser a autora da imagem do cartaz. Tal como tem sido habitual, o cartaz impresso foi distribuído pelas Bibliotecas Municipais e por algumas livrarias de literatura infantil.
A mensagem do IBBY internacional é este ano da responsabilidade da Irlanda. (possível tradução em português).




terça-feira, 1 de abril de 2014

Voluntários de Leitura "Viagem pelos contos"

"O projeto Voluntários de Leitura, promovido pelo CITI - Universidade Nova de Lisboa em parceria com a AVL - Associação para o Voluntariado de Leitura, destina-se a potenciar o desenvolvimento de uma rede de voluntariado na área de promoção da leitura".
As investigações "têm vindo a comprovar que tanto a aprendizagem formal da leitura, como o aprofundamento das competências que a leitura envolve são largamente beneficiadas pelo apoio de voluntários", que promovam o gosto pelo livro e pela leitura.
Na Escola Básica de Esgueira temos duas voluntárias de leitura, Ana Leal Salústio e Joana Mafalda Melo. Estas voluntárias disponibilizam generosamente algum do seu tempo livre para promover o prazer de ler, apoiando os docentes e a biblioteca nas atividades de promoção da leitura e constituem um apoio importante à escola.
Desde o 1º período têm desenvolvido animações e dramatizações de histórias no Jardim de Infância, às três turmas do 1º ano e a uma do 2º ano.
As sessões têm tido uma grande recetividade pelos alunos e os professores consideram-nas uma mais-valia para a promoção da leitura, trazendo vários benefícios aos alunos, nomeadamente no gosto pela leitura e no prazer de ler.
Pelo fantástico trabalho que têm desenvolvido junto das nossas crianças, aqui fica o nosso sincero e merecido agradecimento.